Fórum Português dos Cinema Bizarre

Forum sobre a banda alemã Cinema Bizarre ___ Regista-te e vem descobrir tudo sobre eles!
 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Silent Love

Ir em baixo 
AutorMensagem
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Silent Love   Seg Abr 11, 2011 4:57 pm

é assim, eu já escrevi isto à IMENSO tempo e sei que táá uma m***, mas ando sem inspiração desde o Natal e isto era para ser uma fic grande, mas acabou por ser uma mini-fic e ficou completamente diferente do meu plano inicial, mas pronto, decidi vir postar na mesma porque já não postava nada e o forúm anda fraquinho e tal...

Olhem, do fundo do meu coração espero que gostem, porque a fiz com todo o carinho e com o intuito de fazer uma "homenagem" a quem tem doenças assim (já vão perceber), abordando de uma forma leve alguns dos problemas que são enfrentados por estas pessoas desde o gozo até à própria rejeição/mal-trato de familiares porque todos temos o direito a ser felizes =)


--------------------------------------------

Silent Love

O tempo voou. A campainha soa dizendo que são horas de almoço e o som de cadeiras e alunos a conversarem ecoa por toda a parte. Shin, Yu e Strify abandonaram a sala dirigindo-se ao bar da escola para comprarem algo para comer. Conversaram animadamente até terem de voltar para as aulas à tarde.
Entraram, calmamente, na sua sala, sentando-se nos seus respectivos lugares. Estavam a preparar-se para conversar por papelinhos durante a aula quando, em vez de entrar o Professor de Matemática como esperado, entrou a Directora de Turma acompanhada de uma pessoa, que após algum tempo, conseguiram decifrar como sendo um rapaz.
A D.T mandou-os calar e fez-se um silêncio momentâneo.

D.T: boa tarde a todos. Temos um novo aluno na turma.

Yu: aluno? É mais aluna! XD - Strify e Yu começaram-se a rir.

D.T: menino Hannes e menino Andreas, não me lembro de ter dito nenhuma piada. Vamos lá a calar, se faz favor. Como eu estava a dizer: temos um novo aluno na turma. Importaste de te apresentar aos teus colegas? Nome, idade, de onde vieste… - disse dirigindo-se ao rapaz.

Rapaz: ”o meu nome é Carsten Schäfer. Tenho 17 anos e vim de Birkenfeld.” - o rapaz disse gesticulando com as mãos.

Strify: mas o que é que ele está a fazer?!

Yu: está a falar linguagem gestual, oh meu burro!

D.T: é exactamente isso que o Hannes acabou de dizer. O Carsten, não fala. Mas sabe ler lábios. Espero que o recebam bem na turma. Não se esqueçam, que lá porque ele não fala, isso não quer dizer que não possam comunicar! Ele é igual a vocês!

Yu: bem, igual, igual, só mesmo às raparigas, né? - disse rindo-se com Strify da frase que acabara de dizer.

Shin: Yu! - disse dando-lhe uma cotovelada que fez Yu engasgar-se.

O Pequeno rapaz sentou-se no lugar, atrás de Strify e ao lado de Shin, sem sequer olhar para nenhum dos dois. O Professor de Matemática entrou e prosseguiu com a aula à qual Strify e Yu não prestaram qualquer atenção, pois passaram-na a conversar enquanto o loiro penteava o cabelo e Yu verificava se o seu continuava espetado.
A campainha soou e todos saíram. O dia tinha chegado ao fim e amanhã era feriado.
Shin, Yu e Strify foram para a casa que dividiam. Encomendaram piza para o jantar e sentaram-se na sala a ver televisão enquanto comiam.

Shin: o que é que acharam do tipo novo?

Yu: tipo? Diz antes tipa xD

Strify: és tão mauzinho, Yu! - riram-se. - mas a sério, ele parecia-me uma rapariga, mas depois percebi que não tinha mamas, então só podia ser um rapaz.

Shin: LOL. Vocês só sabem gozar, pá.

Strify: estavas à espera do quê? Além disso o puto é “def”. Acho que é surdo-mudo ou qualquer coisa do género.

Shin: oh, ele é surdo-mudo vocês não deviam gozar com ele, quer dizer, de qualquer das formas, de que adianta eu dizer isto se vocês o vão fazer, não é?

Yu: finalmente chegaste a uma conclusão inteligente, Shin u.u

O Loiro levantou-se do sofá e foi para o quarto estudar. Strify e Yu ficaram a ver televisão até de madrugada.

----------------------------------

óh páá, não me matem, eu sei que está mesmo mau, mas pronto =x
como eu disse, é uma mini-fic e eu venho postar aos bocadinhos como de costume =)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
GracefulDemon
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 86
Idade : 26
Localização : Leiria
Cinema Bizarre Favorito : oh por amor de.... TODOS!!!!!! hahaha! :D (menos o Luminor. Bah!)
Data de inscrição : 22/06/2010

MensagemAssunto: Claro   Seg Abr 11, 2011 5:26 pm

Claro que tinhas de postar aos bocadinhos, tu não dás nada a ninguém... C45
:hihi: Estou a brincar!
Ai, esta gente surda-muda é perigosa! São tipo agentes super especializados em ler lábios e isso!
C44 Até me dá calafrios...

Estou curiosa para saber o que vem por aí Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pandora-gracefuldemon.blogspot.com
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Ter Abr 12, 2011 4:50 pm

óh páá, cá vai mais um bocado disto xD

----------------------------------------------

No dia seguinte, às 9 da manhã, Shin levantou-se e acordou os outros dois que só quase uma hora depois conseguiu arrancar da cama. Tomaram o pequeno-almoço todos juntos e saíram perto do meio-dia para darem uma volta e comerem gelado.
Saíram da geladaria e foram descendo a rua. Yu avistou uma pequena figura a vir na sua direcção que reconheceu como sendo Carsten. Ao passar por este faz-lhe uma rasteira com a ajuda de Strify e o rapaz cai no chão. Os dois riram-se e Shin foi ajudar Carsten a levantar-se. O Pequeno rapaz olhou muito sério para os outros dois, enquanto Yu e Strify o olhavam com uma expressão de gozo na cara.

Shin: “desculpa. Eles são uns idiotas!” - disse gesticulando, deixando Yu e Strify perplexos.

Carsten: “idiotas?! Pelo amor de Deus! Podiam ao menos ter um bocadinho de respeito!”

Shin: “eu sei, eu sei. Tens toda a razão. Desculpa mais uma vez. Sou o Marcel, mas podes chamar-me, Shin.”

Carsten: “eu sou o Carsten. Kiro, para os amigos.”

Shin: “hum, então, será que te posso chamar Kiro?” - o Pequeno sorriu em afirmação, estendendo-lhe a mão que Shin apertou com um sorriso.

Kiro: “vemo-nos depois. Talvez na escola. Adeus.”

O pequeno continuou o seu caminho e os outros três continuaram a descer a rua.
Yu e Strify olhavam perplexos para Shin.

Shin: o que é que foi?

Yu: tu falas linguagem gestual, Shin?

Shin: sim. - disse tristemente.

Strify: nunca nos tinhas dito nada! Como é que tu sabes falar isso da gestoligua ou linguagestioual ou lá como isso se diz? -.-

Shin: é linguagem gestual, Strify. Eu sei falar linguagem gestual, porque eu tive uma irmã que era surda-muda que morreu quando tinha 9 anos num acidente de carro. Se fossem mais atentos, já tinham visto a foto dela na minha carteira.

Yu: eu pensava que eras tu na foto! De qualquer das formas nunca nos tinhas contado nada. :s

Shin: também não tinha intenções de o fazer. Acho que vou voltar para casa. Tenho de estudar.

Shin abandonou os outros dois e fez o seu caminho de regresso a casa.
Tirou as roupas ficando apenas de boxeres e atirou-se para cima da cama, olhando a foto que estava em cima da mesinha de cabeceira. Era a única foto que tinha com Sapphie. Lembrava-se daquele dia com tanta clareza que até a si próprio assustava.

[Flashback do Shin]

Era dia 24. Noite de consoada. A família reunida à mesa. Todos esperavam pela chegada do Pai e de Sapphie com os bolos.
Ouviam-se várias vozes a conversar animadamente, enquanto o telefone tocava.
A mãe atendeu e escutou atentamente tudo o que lhe diziam. O sorriso na sua cara desfez-se e deu lugar a lágrimas de profunda dor.
Comunicou ao resto dos familiares o que acabava de acontecer: Sapphie e o Pai tinham acabado de ter um acidente e a Pequena estava em estado crítico no hospital. Shin correu para fora de casa e foi para o hospital o mais rápido que conseguiu. Correu por todo o lado à procura da sua irmã, mas apenas encontrou o seu pai.

Pai: Marcel, ela não resistiu. - o Pai abraçou-o fortemente enquanto ambos choravam.

[Fim do Flashback do Shin]

Deu um breve sorriso ao lembrar-se de que depois da sua morte costumava falar com ela todos os dias. Contava-lhe todos os seus segredos e ela compreendia sempre. Shin tentou imaginá-la com os 16 anos que devia ter, se ainda fosse viva e uma lágrima escapou-lhe. Quando fez os seus 14 anos decidiu que nunca mais iria fazer isso. Que tinha de seguir em frente. E foi o que fez.
Ouviu a porta de casa abrir e saiu do seu quarto, trancando a porta, como sempre fazia.
Por alguma razão, que Yu e Strify não compreendiam ele nunca deixava ninguém lá entrar. Moravam juntos à dois anos e nunca nenhum dos dois tinha visto o seu quarto. Mas agora, ignorando por completo esse facto, Yu e Strify sentaram-se e fitaram Shin.

Shin: o que é que foi?

Strify: oh, nada, estávamos só aqui a pensar, né Yu?

Yu: é, é…

Shin: o que é que vocês dois querem? Desembuchem logo de uma vez!

Strify: bem, eu e o Yu estávamos a pensar se não quererias sair hoje à noite, como há uma festa e…

Shin: pronto, já percebi. Precisam que eu vá para terem alguém que vos traga a casa. É o costume, sobra sempre para mim -.-

Yu: oh, Shin-Shin, aproveitas e divertes-te também!

Shin: pois, claro -.-

Yu: então vais?? *-*

Shin: que remédio, né? É a que horas?

Strify: começa às 10. Eu vou-me arranjar. Diva’s Time!

Yu: espera por mim!

Strify e Yu foram para o quarto do Loiro arranjar-se enquanto Shin voltou para o seu quarto e escolheu uma roupa ao acaso.

***
A Festa estava fantástica e já havia imensa gente quando Shin, Yu e Strify chegaram à casa de Stefan.
Enquanto os outros dois foram arranjar bebidas e “companhia”, Shin afastou-se da multidão, como sempre fazia, e foi sentar-se numa das espreguiçadeiras em frente à piscina. Estava uma noite calma e a aproximação do Verão já se fazia notar apesar da brisa fresca que corria. Observou as estrelas silenciosa e pensativamente. Naquele momento estava em… paz. Sorriu para si mesmo ao aperceber-se disso mesmo.
Sentiu um movimento ao seu lado e olhou. Viu um figura sorridente que reconheceu como sendo Carsten, ou melhor Kiro como agora lhe chamava.

Shin: Kiro!?!

Kiro: “Olá”

Shin: “desculpa. Esqueci-me…” - respondeu meio atrapalhado.

Kiro: “não faz mal. =) o que fazes aqui fora? A festa parece estar óptima!”

Shin: “não sou muito fã de confusões e multidões. Senta-te aqui.” - disse dando espaço a Kiro para se sentar ao seu lado. - “então e tu? Porque estás cá fora?”

Kiro: “oh, porque achas? Não posso falar com ninguém, logo não tenho grande coisa que fazer lá dentro, não achas?”

Shin: “bem, podes sempre tentar engatar uma rapariga. Algumas não são muito dadas a conversas se é que me entendes” xD - riram-se.

Kiro: “ah, mas isso levanta uma questão! Porque é que não estás tu, a fazer isso? Quer dizer, os teus amigos estão a tratar disso, pelos vistos.” - ambos olharam para dentro da casa e viram Yu e Strify a “conversar” com duas raparigas. - “então?”

Shin: “bem, digamos que não estou interessado em sexo casual de momento.”

Kiro: “oh, então isso quer dizer que estás interessado em alguém ou tens namorada! Ou namorado, não sei…” Mad

Shin: “hã?! Não, não! Não tenho ninguém!” - disse corando violentamente.

Kiro: “desculpa a pergunta. Já percebi que te incomodou…” =(

Shin: “não faz mal, a sério. Podes fazer as perguntas que quiseres.” =) - Strify aparece com duas bebidas, uma em cada mão.

Strify: com’é qu’é, Shin-Shin?! Vais ficar aí a noite toda a engatar um gajo?! Não me digas que agora deste para esses lados, coisinha fofa. Anda daí, uma “amiga” minha quer conhecer-te!

Shin: Strify, vai-te embora. Volta para a festa.

Strify: não, não! Tu vens comigo! Se é para engatares um gajo mais vale engatares-me a mim, Loirinho! Quer dizer, tu és bom, eu sou bom e juntos somos um bombom! - disse desatando-se a rir sozinho.

Shin: okay, okay. Fazemos assim, daqui a 10 minutos vem ter ao carro e trás o Yu, sim? Vamo-nos divertir muito! - disse agarrando Strify que ia caindo ao tentar abraçar o Loiro quando este se afastou.

Strify acabou por voltar para dentro e quando Shin ia para pedir desculpa a Kiro, este já não lá estava.
Decidiu ir directamente para o carro e esperou cerca de meia-hora até Strify e Yu aparecerem os dois. Convenceu-os de que se entrassem no carro e fossem para casa se iriam “divertir muito” os três. Claro que ao lá chegarem, Shin meteu cada um na sua respectiva cama já meio adormecidos e depois foi-se deitar.
Estranhamente, quem ocupava a sua mente era Kiro. Não percebia porque é que ele se tinha ido embora. Talvez ele tivesse dito ou feito algo de errado, mas não conseguia perceber o quê. Adormeceu quando era quase de manhã.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
GracefulDemon
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 86
Idade : 26
Localização : Leiria
Cinema Bizarre Favorito : oh por amor de.... TODOS!!!!!! hahaha! :D (menos o Luminor. Bah!)
Data de inscrição : 22/06/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Ter Abr 12, 2011 5:09 pm

Olha queres ver que somos as únicas a escrever slash por aqui?
...
Yay! C50
Não sei o que comentar mais a não ser... Quero mais por tanto despaixa-te! C45
C31
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pandora-gracefuldemon.blogspot.com
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Qua Abr 13, 2011 5:24 pm

aii, isto está às moscas u.u


----------------------------------------

Shin acordou e olhou para o relógio que tocava. Levantou-se a custo, vestiu-se e foi tentar acordar os outros, o que de nada valeu pois nenhum dos dois de levantou.
O Loiro pegou na mala e dirigiu-se para a escola, já estava atrasado uma meia hora quando chegou à sala.
Sentou-se no seu lugar e tirou o caderno e o livro de Alemão. Não prestou atenção nenhuma ao que restava da aula, pois apenas conseguia pensar no quanto queria perguntar a Kiro porque se tinha ido embora sem dizer nada.
A campainha tocou dizendo que a 2ª aula da manhã terminara. Kiro arrumou as suas coisas e saiu rapidamente. Shin seguiu-o e assim que o conseguiu alcançar, encostou o rapaz de pequena estrutura contra a parede. Felizmente para ele era uma daquelas zonas da escola em que nunca passa ninguém.
Assim que Kiro parou de lutar e de tentar fugir, Shin largou-o e sentaram-se no chão um ao lado do outro.

Shin: “desculpa. Espero não te ter aleijado. Eu só quero saber porque é que estás a fugir de mim. Ontem à noite foste-te embora e nem me disseste nada. Pensei que fossemos amigos.”

Kiro: “parece que não somos, afinal.” - Kiro levantou-se e Shin agarrou-lhe no braço puxando-o uma vez mais contra a parede, mas desta vez mais calma e cuidadosamente.

Shin: “o que é que te deu?! Eu disse alguma coisa de mal ontem à noite?! Fiz algo de errado?! Diz-me, por favor!”

Kiro começou a chorar e Shin não percebeu porquê. Abraçou o Pequeno e encostou-o contra o seu peito. Kiro rodeou a cintura do Loiro e agarrou com força a camisa deste. Após algum tempo permanecendo assim, Kiro acabou por sair dali a correr. Shin não o queria deixar ir. Queria que aquele momento durasse para sempre, embora não soubesse bem porquê. Sentia-se estranho e não tinha resposta para isso.
A campainha tocou novamente e dirigiu-se para a sala de Química. Kiro não tinha aparecido na aula. Os 45 minutos passaram lenta e dolorosamente. Assim que tocou, Shin correu para casa. Entrou no apartamento e fechou-se no quarto ignorando por completo Yu e Strify que “gozavam” a ressaca no sofá da sala e olhavam para ele perplexos.

Strify: é melhor eu ir falar com ele, não é? - disse fazendo uma careta devido ás dores de cabeça.

Yu: acho que sim… - disse fechando os olhos.

Strify levantou-se a custo do sofá e bateu à porta do quarto de Shin. O Loiro abriu e saiu fechando a porta atrás de si.

Shin: o que é que queres? Se é para me chateares com as tuas tretas do costume esquece. Mas vale a pena voltares para o sofá! - Shin ia voltar para o quarto, mas Strify impediu-o.

Strify: Shin, o que é que se passa? Vamos falar, Shin-Shin.

Shin: falar sobre o quê? Não há nada para falar!

Strify: eu sei que aconteceu alguma coisa. Sabes que podes falar comigo sobre tudo, Shin. Eu estou sempre aqui para ti.

Shin: Strify, não vais compreender.

Strify: try me.

Shin: hoje aconteceu uma coisa muito estranha. Eu ia falar com o Kiro, mas ele começou a fugir de mim e depois começou a chorar e eu já não percebo nada!

Strify: então é isso que te está a incomodar? O Kiro.

Shin: não é o Kiro, é o que ele faz!

Strify: é o mesmo. Anyway, porque não vais falar com o Stefan? Ele deve saber alguma coisa e de certeza de que não te deve esconder nada. Afinal de contas ele é completamente apanhado por ti… - disse espreguiçando-se e virando as costas dirigindo-se de volta à sala.

Shin: o Stefan? Apanhado…? Não apanhei esta… e o que é que ele tem a ver com isto de qualquer das maneiras?! Strify, volta aqui!

Strify: vai falar com ele que depois logo percebes! - disse atirando-se para cima do sofá.

Shin continuava sem perceber nada, mas fez o que Strify lhe disse. Dirigiu-se á casa de Stefan.
Tocou à porta e apareceu Stefan. Shin entrou e dirigiram-se para o andar de cima do enorme apartamento duplex.

Stefan: Shin <3.<3 o que te trás por cá? Vieste-me visitar?! *O*

Shin: claro que não! Quer dizer, na verdade sim. Vim visitar-te, Stefan.

Stefan: eu sabia que este dia iria chegar! Vais revelar aquilo que tens escondido durante anos! Eu sou todo teu! Vamos ser gays juntos, Shin-Shin! <3.<3

Shin: vamos ser o quê? O.ô anyway, Stefan a razão que me trouxe aqui, bem eu nem sequer sei bem qual foi a razão que me trouxe aqui. Quer dizer, o Strify disse para eu vir falar contigo.

Stefan: essa galinha desmiolada, mandou-te vir falar comigo?! Diz lá.

Shin: bem, é sobre… - tocam à campainha.

Stefan: desculpa. Vou só ver quem é. Já continuamos a nossa conversa.

Desceu e Shin ficou no quarto deste sentado na cama. Como Stefan estava a demorar, Shin resolveu descer ele também e deu de caras com Stefan aos berros com… Kiro?

------------------------------------------------
é pequenino, porque já tá quase a acabar C43
eu bem disse que era uma mini-fic (okay, pronto, é uma mini-mini- mesmo-mini-fic... :noooo: )
anyway, estou a pensar em fazer uma continuação disto, porque o final fica bastante em aberto, mas tenho de pensar ainda Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
GracefulDemon
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 86
Idade : 26
Localização : Leiria
Cinema Bizarre Favorito : oh por amor de.... TODOS!!!!!! hahaha! :D (menos o Luminor. Bah!)
Data de inscrição : 22/06/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Qua Abr 13, 2011 5:33 pm

"Stefan: eu sabia que este dia iria chegar! Vais revelar aquilo que tens escondido durante anos! Eu sou todo teu! Vamos ser gays juntos, Shin-Shin!" C3
Oh esta parte deu cabo de mim!
E o tal de Stefan não só conhece o Kiro como também grita com ele? C21
Estou curiosa!
E realmente se está mesmo a acabar foi muito mini... por isso Venha a sequela! C47
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pandora-gracefuldemon.blogspot.com
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Dom Abr 17, 2011 3:20 pm

e pronto, aqui está o fim !

espero que gostem =)

---------------------------------------------------

Stefan: mas tu és impressionante! Será que não consegues fazer nada como deve ser?! Pedi-te para fazeres uma simples coisa: saíres de casa por 2 horas! Mas nem isso consegues fazer!

Kiro: “esqueci-me do telemóvel. Desculpa.” - escreveu freneticamente num bloco que depois mostrou a Stefan.

Stefan: e estou-me a foder para o teu telemóvel! Põe-te a andar!

Shin: hey! Não fales assim com ele! Não tens esse direito!

Stefan: Olha, só cá faltava esta. Não te metas, Shin.

Shin: meto sim! Não admito que fales assim com ele! O que é que ele te fez?! Sabes que mais? Meu, tu tens de aprender a tratar bem os outros! Pede-lhe desculpa!

Kiro: “Obrigadinha, mas não preciso de advogados de defesa.” - gesticulou para Shin abandonando o apartamento.

Shin abandonou também o apartamento, seguindo Kiro. Correu atrás deste pelo meio do parque que havia em frente ao apartamento de Stefan.
Encontrou Kiro a chorar encostado a uma árvore. Agarrou o Pequeno por trás e encostou-o contra si. Entrelaçou as suas mãos e fitaram o lago que estava em frente.
É verdade que era estranho estar naquele tipo de intimidade com um rapaz, mas sinceramente não queria saber se era estranho, se era gay, se era fosse o que fosse. Apenas queria desfrutar daquele momento. Kiro tinha-se acalmado no seu peito onde estava agora aninhado e respirava calma e profundamente.
Shin soltou Kiro e olhou-o nos olhos.

Shin: “por favor, não fujas de mim. Só quero perceber o que se passa contigo.”

Kiro: “desculpa.” - Shin sentou-se encostou-se à árvore e Kiro sentou-se no seu colo. Shin encostou-o de novo ao seu peito e rodeou o corpo do Pequeno. Kiro tirou o bloco do bolso e começou a escrever. - “desculpa.”

Shin: “não peças.” - escreveu também. - “eu é que estou a forçar-te a fazer algo que não queres. Fui egoísta e só pensei em mim.”

Kiro: “não. Tens todo o direito de saber. O Stefan é meu irmão mais velho. Depois eu irei explicar-te melhor, noutra altura.”

Shin: “oh, então isso explica muita coisa… mas só não percebo porque é que fugiste de mim.”

Kiro: “bem, isso já é mais complicado de explicar. Penso que neste momento, um gesto vale mais que mil palavras.” - Kiro fitou os olhos de Shin e aproximou-se dele beijando-o ao de leve. Shin estremeceu. Não sabia como devia reagir. Nunca tinha beijado um rapaz antes, mas sabia que aquilo que Kiro sentia por si era correspondido.

Shin: “desculpa. Não sei o que dizer. Posso dizer que te amo, mas soa tão oco e vazio…”

O silêncio reinou por completo e apenas um sorriso de Kiro fez com que Shin se apercebesse de algo importante que fez nascer algo novo dentro de si, algo que ele não controlava, mas desejava…

“You Don’t Have To Love In Words, Even Through Silence Love Is Heard”

FIM



------------------------------------------------

yaa, eu sei. está um FAIL, mas pronto, espero que, sei lá tenha sido no minimo "interessante"?
anyway, obrigado pelos comentários Joana ! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
GracefulDemon
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 86
Idade : 26
Localização : Leiria
Cinema Bizarre Favorito : oh por amor de.... TODOS!!!!!! hahaha! :D (menos o Luminor. Bah!)
Data de inscrição : 22/06/2010

MensagemAssunto: Re: Silent Love   Dom Abr 17, 2011 3:31 pm

Oh! The fluffyness!!! C11
Está mesmo muito fofo ^_^
Tens de escrever mais coisinhas assim C40
Fazemos um acordo, tu escreves fluff e eu escrevo tudo o que é perverso C3
Mas pensando bem é melhor cada uma escrever o que bem entender C21
Oh! E não tens de quê! :amor: Também tenho muito que te agradecer por comentares na minha fic! :fixe:
Obrigada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://pandora-gracefuldemon.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Silent Love   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Silent Love
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Love.Might.Kill
» Beautiful Love e Nardis(solos de Bill Evans)
» The Dead Silent
» Eric Clapton - Bad Love Bass
» [Fic] Dangerious Love

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Cinema Bizarre :: Fanfics - Livre-
Ir para: