Fórum Português dos Cinema Bizarre

Forum sobre a banda alemã Cinema Bizarre ___ Regista-te e vem descobrir tudo sobre eles!
 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 01, 2010 10:41 am

Karen P.D.V


Flashback on:
Aqui estou, o olhar para ele e a pensar que devo ser a pessoa mais sortuda á face da terra por o ter. Ele, era tudo para mim, o meu melhor amigo, o meu confidente e o melhor namorado que podia arranjar. Amo o tanto mas como podia eu imaginar que este amor poderia a chegar ao fim a qualquer momento, somos demasiados jovens para enfrentar tudo ao nosso redor. Como eu podia imaginar que todo o nosso amor iria desaparecer, mas deixaria marcas para o resto da minha vida?Flashback off

15 anos depois…
Liza P.D.V

Karen: Vais ver que vai tudo correr bem, vais ter novos amigos, vai ser muito bom para ti!
Liza: Eu não quero fazer novos amigos, eu gosto dos que tenho. – dizia eu olhando pela janela do avião e pondo os phones. Acabei por adormecer.
Bem, o meu nome é Liza, tenho 15 anos e vivo com a minha mãe egoísta Karen, nunca sobe quem era o meu pai, a minha mãe sempre me disse que ele tinha morrido antes de saber que a minha mãe estava grávida. Sou loira, não sou baixa, os outros é que são muito grandes, tenho olhos verdes e sou uma Emo. Aquela egoísta á qual eu dou o nome de mãe, decidiu mudar-se para Berlim, porque teve uma proposta de emprego como estilista numa das maiores empresas alemães, ela sempre teve o sonho de ser uma estilista famosa, mas como foi mãe muito nova, não pode cumprir esse sonho e agora está na hora de lutar por ele. Nós antes vivíamos numa pequena cidade no sul da Alemanha, eu tinha lá tudo: o meu grupo de amigos, o meu namorado, os meus avós, a minha escola, tudo… Como sou menor tive de vir com ela para Berlim, para uma nova escola na qual talvez não me adapte por causa do estilo e passarei a ser uma solitária e eu não tenho paciência para isso. As únicas coisas que me fazem relaxar quando o mundo desaba aos meus pés é desenhar, cantar e tocar baixo. Sou uma grande fã daquela banda chamada Cinema Bizarre e gostava muito de poder ver um concerto deles, mas nunca tive oportunidade de ir porque a minha mãe nunca me deixou, ele não é fã deles e arrisco-me a dizer que os odeia.
Karen: Liza, chegamos.
Liza: Hã? – disse bocejando
Karen: Já chegamos a Berlim. – disse rindo para mim, retribui com um sorriso forçado
Saímos do aeroporto e seguimos para o nosso apartamento, a minha mãe tinha tratado de tudo dias antes de me dizer que nos íamos mudar. O nosso apartamento era no 10 º andar e dava para ver toda a cidade, como apanhamos o avião já tarde acabamos por chegar de noite, Berlim estava toda iluminada. A sala era grande e luminosa, estava cheia de caixas com as nossas coisas, que tinham sido mandadas para aqui no dia anterior, tinha uns sofás pretos e vermelhos e com um plasma prateado encostado a uma parede cinzenta, em cima de moveis pretos. Toda a casa estava decorada de preto e vermelho, fui á procura de um quarto com uma boa vista. Encontrei um ao fundo do corredor, com paredes roxas e com uma cama de casal de ferro preta, os móveis eram brancos e tinha um grande armário onde eu iria por todos os meus ténis. O quarto fazia ligação com um pequeno escritório decorado em tons de rosa choque, com mobília preta e um sofá branco a dizer “Believe in your self”. Não quis jantar e aproveitei para arrumar algumas coisas no meu quarto. Deu para arrumar a minha roupa e alguns acessórios, deu para arrumar os meus desenhos no escritório e o PC e ainda deu para pôr posters das minhas bandas favoritas.
Karen: Posso? – disse entrando no quarto e sentando-se na cama
Eu: Já cá estás dentro.
Karen: Não queres mesmo comer nada?
Eu: Não tenho fome, a minha garganta está fechada para qualquer coisa que não seja oxigénio. – eu consigo ser bastante dramática!
Karen: Uhhh, vais entrar em greve de fome? – disse rindo – logo tu que adoras comer?
Eu: Sabes o que eu gosto mais de fazer do que comer? – disse deitando-me na cama
Karen: O quê?
Eu: Dormir. E é o que quero fazer agora, amanhã tenho de acordar cedo para as aulas. – disse – Quando saíres fecha a porta.
A minha mãe não disse nada, levantou-se e saiu, deixando-me num Silent Place onde apenas eu sabia o que estava a sentir.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 01, 2010 10:44 am

Gostaram?
Espero bem que sim... C30
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: 2 capitulo   Sex Out 01, 2010 10:50 am

Karen: Liza vais chegar atrasada no primeiro dia de aulas – disse a minha mãe enquanto eu acabava os cereais a ver televisão.
Eu: Calma, ‘tou quase pronta, é só lavar os dentes e ir buscar a mochila. – disse levantando-me da mesa
Fui até á casa-de-banho e lavei os dentes, retoquei a maquilhagem.
Eu: Pronto já podemos ir.
No caminho apanhamos trânsito, mas nem mesmo assim a minha mãe me deixava sair e apanhar um autocarro para a escola, por muito que não goste de estar aqui, odeio chegar atrasada.
Eu: Olha! ‘Tás a ver? – disse apontando para a escola – Vá eu saio aqui e tu segues.
Karen: Nem penses, eu levo-te lá!
Eu: O que é que eu fiz para merecer este castigo! – disse sussurrando
Karen: Hã? – disse com ar de despercebida
Eu: Nada. Vou descer aqui, a escola é já ali á frente. – nem a deixei responder – beijo, depois ligo-te.
Liguei o Mp4 e comecei a ouvir música, “Crashing & Burning” dos CB. Ia tão distraída que bati em alguém e acabamos por cair os dois no chão, ele ou ela em cima de mim.
Rapaz: Não vês por onde andas? – percebi pela voz que era um rapaz, e que rapaz!
Eu: Desculpa, vinha distraída. – ficamos a olhar um para o outro, deitados um em cima do outro, mas ele levantou-se
Rapaz: Queres ajuda ou ficas aí? – disse dando-me a mão, segurei-a – Prazer eu sou o Khristian, mas podes-me chamar de Khris.
Perdi-me completamente nos seus olhos azuis, tão bonitos e tão profundos, neles haviam uma mistura de infantilidade e aos mesmo tempo de adulto, era alto e de cabelos pretos com um penteado bastante Emo, não era nem muito alto, mas mesmo assim era mais alto do que eu. Estava vestido com umas calças pretas skinny, uma T-shirt preta larga que lhe ficava muito bem e tinha uma corrente como eu, e calculei que como vinha com uma mala ás costas o seu destino seria o mesmo que o meu.
Khris: Hello ? – disse passando a mão livre em frente da minha cara
Eu: Hã? Desculpa, eu sou a Liza.
Khris: Nome bonito – corei! OMG, eu estava a corar por um rapaz e isso nunca aconteceu!
Eu: O teu é mais! – ele riu
Kh: Toma – disse apanhando o meu mp4 que estava no chão e dando-me. – posso saber o que é que estás a ouvir?
Eu: Cinema Bizarre, conheces? É muito fixe.
Ele ficou meio atrapalhado e disse que não.
Kh: Vais para a escola?
Eu: Sim e tu também não é?
Kh: Sim, e já vou chegar atrasado. Vamos?
Assenti com a cabeça, e continuamos a andar e esse tempo deu para nos conhecer-mos melhor, falamos de música, escola, amigos e por incrível que pareça de moda!
Kh: Então és de cá?
Eu: Não, mudei-te ontem, obrigada pela minha mãe.
Kh: Os pais nunca são como queremos não é?
Eu: Pois, infelizmente.
Kh: Bem me parecia que nunca que tinha visto, sabes eu nunca esqueço uma cara bonita! – ai acho que ele acabou de dizer que eu era bonita! Corei mais uma vez.
Eu: Tenho de ir.
Kh: Porquê?
Eu: Aulas! Ainda tenho de procurar a sala.
Kh: ah já me esquecia! – disse batendo com a mão na cabeça
Eu: Lol, tenho de ir, t’chau. – quando ia para entrar na escola ele segurou-me o braço
Kh: Desculpa lá mas… o que é que fazes no intervalo?
Eu: Não sei, não conheço ninguém além de ti portanto não tenho grandes planos.
Kh. Queres juntar-te a mim e aos meus amigos no intervalo? – disse acariciando-me o braço
Eu: Pode ser, assim sempre conheço alguém. Agora tenho mesmo de ir, até já.
Entrei no bloco e com o horário na mão procurei a sala, até que encontrei uma sala de aula cheia de alunos e com uma professora a falar, bati delicadamente á porta.
Stora: Sim?
Eu: Sou a aluna nova.
Stora: Está atrasada.
Eu: Peço desculpa, apanhei trânsito.
Stora: Muito bem, vou precisar de uma justificação depois assinada pelo teu encarregado de educação. E como é que te chamas e que idade tens?
Eu: Sou a Liza e tenho 15 anos, acabei de me mudar ontem.
Stora: Okay, podes-te sentar ali. - indicou-me um lugar ao pé de uma rapariga com um estilo parecido com o meu, sentei-me lá e ela riu-se para mim.
Stora: Okay, vamos lá a abrir o caderno para escrever a lição.
Rapariga: Então quer dizer que és caloira?
Eu: Sim – respondi com medo, é que é normal haver praxes
Rapariga: Bem-vinda, eu sou a Nana. – o quê? Só isso?
Eu: Obrigada.
Eu esperava ansiosamente que a aula passasse depressa para eu puder ver o Khris, ai ainda agora cheguei e este rapaz já me dá a volta á cabeça! A aula passou-se a falar com a Nana e ás vezes eu tinha de abafar o riso porque ela estava sempre a fazer-me rir, a stora estava a dar matemática e como é normal não prestei a mínima atenção, não só por não gostar de matemática como também por estar a pensar no Khris e também pelo facto da Nana me fazer rir.
Afinal isto até podia ser fixe, talvez esta mudança fosse para melhor, para variar um bocadinho.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 01, 2010 2:44 pm

wow ^-^

já li hoje os dois capitulos e tá super bacana!
continua Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 01, 2010 3:09 pm

A campainha para o intervalo tocou.
Nana: Já tens companhia para o intervalo? – perguntou dando saltinhos
Eu: Por acaso já, conheci um rapaz e ele perguntou-me se queria conhecer os amigos dele e eu disse que sim.
Nana: Oh, é pena!
Eu: Porquê?
N: Também tinha uns amigos para te apresentar, mas fica para amanhã. T’chau .
Fui até ao pátio e procurei pelo Khris, senti alguém a abraçar-me por trás.
Alguém: Há minha procura? – era o Khris e estava abraçado a mim, simplesmente ri e assenti com a cabeça
Khris: Anda, quero-te apresentar os meus amigos. – pegou-me na mão e levou-me para um grupo de 4 pessoas, reconheci a Nana
Kh: Pessoal, esta é a Liza, é nova cá – disse sentando-se no chão junto deles e indicando-me um lugar a seu lado
N: Podias-me ter dito que o rapaz era o Khris!
Eu: Não sabia se o conhecias.
N: Claro que conheço. Olha, esta aqui ao meu lado é a Belle. – disse apontando para uma rapariga loira com madeixas azuis.
Belle: Olá.
Khris: Este é o Klaus – disse apontando para um rapaz alto de cabelo preto ao lado da Belle – eles são namorados e este aqui – disse apontando para o seu lado esquerdo – é o Jonathan!
Passamos os seis juntos, um bom bocado e descobri que eles tinham uma banda e andavam á procura de vocalista, com é claro não me ofereci pois o cargo de baixista já estava ocupado e nem me passava pela cabeça ser vocalista. Fiquei a saber que o Khris era guitarrista, a Nana era baixista, a Belle e o Jonathan eram teclistas e o Klaus o baterista.
Um mês passou-se a correr e eu e o Khris começamos a namorar, a Nana e a Belle eram as minhas melhores amigas e eu e o resto dos rapazes tínhamos uma grande confiança uns nos outros, tornamo-nos grandes amigos até que um dia enquanto estávamos no pátio sentados no sitio habitual, algo de estranho se passou.




Alguém: Olá criançada. – eu estava ao colo do Khris e reparei que a cara dele, como a do resto do pessoal, congelou. Olhei para ver quem era e reparei que á minha frente estavam os Cinema Bizarre, mandei um grande berro e nem mesmo assim eles se mexeram.
Eu: NANA! São os CB. – disse abanando-a, ela apenas olhava para mim com um sorriso forçado
Yu: Então filha, estás em choque de me ver aqui?
De um momento para o outro todos olharam para Yu.
Eu: Filha!?
N: Eu posso explicar!
Romeo: Já não se cumprimenta os pais Jona? – referindo-se a Jonathan
Eu: Jona!? Pais!? Mau…
Shin: Belle dá cá um abraço filha! – disse passando por mim e abraçou Belle que continuava estática
Luminor: Klaus, acorda filho!
Eu: Filho!? Luminor, Klaus , filho!?
Strify: Oh Khris tu não me vês desde há dois dias e não dizes nada? Afinal de contas sou o teu pai.
Kiro: AHAH, os meus afilhados estam cada vez mais bonitos, mas um bocado parados.
Eu: Filho Khris? – comecei a chorar e ele baixou a cabeça e tentou dizer qualquer coisa – tu enganaste-me Khris? Nem um mês e já me enganaste? Todos vocês enganaram-me, como foram capazes? Eu confiava em vocês!
Comecei a chorar e Nana tentou-me abraçar, empurrei-a.
Eu: Larga-me Nana!
N: Nós íamos te dizer, juro que íamos!
Strify: O que é que se passa aqui? Quem é esta rapariga, porque é que ela está a chorar e o que é que ela quer dizer com “vocês enganaram-me” ? O que é que ela quer dizer com “ nem um mês e já me enganaste?” Khris?
Todos os CB esperavam explicações e eu também.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 01, 2010 3:19 pm

wow *O*
amei!!!!
tipo, seu eu descobrisse q o pai do meu namorado era o Strify e ele n me dizia nada, eu nem sei o q lhe fazia! C8
*provavelmente nada, pq assim podia estar ao pé do Strify'zinhuu* C6
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sab Out 02, 2010 3:54 pm

Stora: Aqui podem falar mais á vontade.
Strify: Obrigada, não queríamos nada ser vistos pelos paparazzi e não queríamos que soubessem que os nossos filhos andam aqui na escola.
Stora: Pois é melhor, vou deixar-vos sozinhos.
A stora fechou a porta e ficamos todos em silêncio, os pais sentados de um lado e os filhos do outro de cabeça baixo, eu sentando em cima da mesa da stora. Apenas eu e Khris chorava-mos, ele tentou falar comigo mas eu ignorei-o.
Luminor: Muito bem podem começar a explicar o que se passa.
Strify: Já estou a perder a paciência!
Ninguém falava e o Strify dirigiu-se a mim.
Strify: Como te chamas?
Eu: Liza.
Strify: Liza, é possível explicares o que se passa aqui? – olhei para os seus olhos e era impossível negarem que o Khris era seu filho.
Eu: Não sou grande ajuda, porque eu aqui faço o papel de enganada pelo namorado e pelos amigos.
Todos os CB: Namorado? Quem?
Eu: O Khristian.
Strify: É verdade Khristian?
Ele assentiu a cabeça.
Strify: Namorada? Porque é que escondeste isso de mim e da tua mãe? – Strify estava tão calmo que até metia medo, continuava a meu lado
Khris não respondeu, Strify chegou-se ao pé dele, pôs-lhe as mãos na cara e levantou-a, fazendo Khris encara-lo.
Strify: Responde-me se faz favor.
Khris respirou fundo e disse.
-Simplesmente eu não queria ser usado novamente por uma rapariga ou um rapaz para eles te conhecerem, a ti e á banda, porque isso já aconteceu não foi?
Eu: PENSAVAS QUE TE IA USAR? ERA ISSO? – disse eu descontrolando-me
Nana: Liza….
Eu: Liza nada… - disse começando a chorar, todos olhavam para mim
Khris: Eu não quis dizer isso – disse vindo ter comigo
Eu: Mas disseste…
Ficamos um tempo em silêncio sem nos pararmos de olhar.
Jona: Peço desculpa em nome de todos, Liza. Não foi nossa intenção magoar-te, apenas tínhamos medo que tu não entendesses o que é ter pais famosos. Nós íamos te dizer em breve, desculpa.
Belle: Tudo o que se passou, todos os momentos que passamos juntos foi importante e só assim percebemos como tu és e que realmente não nos queres usar.
Eu: Podiam-me ter dito, eu não ia desmaiar, nem ia contar a toda a gente… Talvez ficasse um bocadinho em choque – disse rindo
Khris: Desculpa, a sério…. – disse abraçando-me
Eu: Contigo falo depois menino Khristian… - disse dando-lhe um breve beijo seguido de “uh” de todos os adolescentes presentes
Nana: Love is in the air…
Kiro: Ai nunca pensei ver isto na minha vida, ainda ontem andavam de fraldas e hoje andam as beijos uns aos outros…
Shin: Não te queixes, tu não tens filhos, não tens UMA filha que namora com o filho de um colega e amigo teu…
Luminor: Pois Kiro, eu vejo isto todos os dias…
Romeo: Até parece que não fazias nada, eras um Santo queres ver?
Yu: Eu já fazia umas coisas interessantes, ai fazia fazia…
Nana: AIIII, JÁ NÃO QUERO OUVIR MAIS NADA. SOU UMA ADOLESCENTE E TENHO A VIDA TODA PELA FRENTE E NÃO QUERO FICAR TRAUMATIZADA….
Jona: Pois, poupem-nos a esses comentários.
Klaus: Aqui ninguém é Santo…
Todos olharam para eles, o Shin com um olhar mais furioso, a Belle corou…
Klaus: Bem, não foi isso que eu quis dizer Shin… - disse olhando para Belle pedindo ajuda
Strify: Oh Shin… - disse em tom de gozo
Nesse momento tocou para a aula…
Belle: Eh lá já tocou… Que coincidência…. Vamos embora…
Despedimo-nos de todos e fomos para a aula. A aula foi uma seca, nem a Nana falou, ela estava pensativa desde aquela conversa com os pais deles e nunca mais disse nada, tentei falar com ela mas sem hipóteses…

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
yugirl_2
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 246
Idade : 25
Localização : porto
Cinema Bizarre Favorito : yu
Data de inscrição : 09/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Dom Out 03, 2010 2:00 pm

omg.
realmente tu escreves super bem.
eu quero mais.
fiquei super curiosa. eu tambem queria uns pais desses.
enfim, nao se pode ter tudo né?
continua.
beijinhos

PS: mais um vicio.

*.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Dom Out 03, 2010 2:24 pm

aiii, eu quero o Strify como meu papá *-* xD
tá giroo, quero q continues, sim?! ^-^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Seg Out 04, 2010 5:00 pm

Ao sairmos da aula o Cinema Bizarre ainda lá estavam á espera com o pretexto de nos levarem a casa. Eu quis ir a pé e o Khris ofereceu-se para ir comigo, mas preferi ir sozinha, precisava de pensar um pouco na vida e pôr as ideias em ordem. Já estava a escurecer quando me despedi de todos e fui para casa, o caminho ainda era longo mas não preocupei porque era uma cidade grande e as pessoas andam sempre na rua. Pus os headphones e comecei a ouvir Déja vu de Inna, passei por uma parte mas sossegada e com pouca gente e toda a gente olhava para mim, porque viam uma rapariga vestida de maneira diferente com phones a ouvir música aos altos berros. Estava tão absorvida pela batida da música que nem vi que estava alguém atrás de mim a breves centímetros, só senti uma mão no meu ombro e assustei-me.
Eu: AHHHHHH – tanto eu como a pessoa assustamo-nos, passado o choque vi que era Kiro
Kiro: Calma, eu não te vou fazer mal nenhum
Eu: Kiro, assustou-me…
Kiro: Peço desculpa, não era a minha intenção. Já agora trata-me por tu, você faz-me sentir velho… - disse rindo
Eu: Okay
Kiro: Eu vim para te fazer companhia, uma rapariga com a tua idade não deve de andar sozinha pela rua a estas horas.
Eu: Ah, eu sou suficientemente forte para dar cabo de alguém…
Kiro: Tu és baixinha e … – foi aí que tudo rebentou
Eu: Mau, Kiro eu não sou baixa, as pessoas á minha volta é que são todos gigantes.
Kiro: Ah okay, nunca me tinha lembrado dessa para dizer quando me chamam baixinho.
Ri da cara dele, olhei para o relógio dele e assustei-me com as horas.
Eu: Tenho de ir para casa se não a minha mãe vai se passar.
Kiro: E o teu pai também, os pais são sempre piores…
Eu: Eu não tenho pai, ele morreu antes de saber que a minha mãe estava grávida. – disse começando a caminhar, ele veio atrás de mim
Kiro: Desculpa, só eu e a minha boca grande – ri outra vez da cara dele
Eu: Na boa.
Kiro: Quer dizer que o teu pai morreu?
Eu: Sim, eles eram muito novos quando a minha mãe engravidou e acho que ele tinha uma banda, mas morreu uns dias antes de a minha mãe dizer que ela estava grávida.
Kiro: Isso é muito mau, crescer sem pai. O meu pai também morreu, mas eu conheci-o e vivi bons momentos com ele. Nunca tiveste uma pessoa que te apoia-se quando discutisses com a tua mãe ou quem te desse um sermão de meia noite por chegares tarde a casa…
Eu: Sim, foi, mas a minha mãe criou-me sozinha e teve de abdicar de algumas coisas que ela quis, como ser estilista e agora quando houve esta proposta para nos mudarmos, ela nem pensou duas vezes mesmo que isso implicasse grandes mudanças…
Kiro: Mudanças boas ou más?
Eu: Ambas, foi bom fazer novos amigos e arranjar um novo namorado, mas deixei muita coisa para trás, os meus amigos, a minha escola, o meu melhor amigo e admito que não foi muito bom descobrir assim de um dia para o outro que o meu namorado é filho do vocalista da banda que mais gosto…
Kiro: Eles não deviam ter feito isso, mas tens de tentar compreender que eles tinham medo que só fosses amigo deles para os usar, isso já aconteceu e eles ficaram muito abalados. Aconteceu com a Nana, ela arranjou um namorado que era fanático pela banda e ele aproveito se dela para chegar até nós e tentar ser nosso amigo, todas as fotos da Nana com o namorado apareceram na net e em revistas, as festas de anos e fotos dela connosco, ela descobriu e acabou com ele. Ficou muito mal durante muito tempo, mas acabou por passar tudo. Todos naquele grupo de amigos são muito unidos e então decidiram nunca mais dizer nada a ninguém sobre quem realmente eram, nunca pensei que levassem isso mesmo avante.
Eu: Então era por isso que ela hoje estava diferente e não me quis dizer nada, agora talvez compreenda mais um bocadinho…
Kiro: Isso é bom para todos, principalmente para o Khris… - disse rindo
Eu: Sim, principalmente para ele…
Kiro: Mas afinal namoram há quanto tempo?
Eu: Conhecemo-nos no primeiro dia a caminho da escola, ia a ouvir umas das vossas músicas e nem o vi á minha frente, acabamos no chão e depois fomos juntos para a escola e conhecemo-nos assim, depois conheci a Nana e eles apresentaram-me ao resto do pessoal, passado uns tempos começamos a namorar…
Kiro: Ficam bem juntos.
Eu: Obrigada. Bem aqui é a minha casa. – disse apontando para o prédio
Começou a chover.
Eu: Fogo não acredito
Kiro: Nem eu…
Corremos para dentro do prédio e ficamos á espera que a chuva passasse, falamos durante um bocadinho sentados na escada.
Eu: Estou cheia de fome.
Kiro: Podes subir, eu apanho um táxi e vou para casa. – disse levantando-se
Eu: Não, não. Agora vais ter de subir e jantar comigo e com a minha mãe, é o máximo que posso fazer para agradecer pela companhia.
Kiro: Para dizer a verdade também estou com um bocado de fome.
Sorri e chamei o elevador, ao chegarmos á porta de casa abri a porta e dei com a minha mãe sentada no chão a desenhar, virada de costas para nós e nem deu por eu e Kiro chegarmos.
Eu: Olá mãe, trouxe uma pessoa para jantar connosco. – disse pousando a mochila no chão
Karen: Olá, boa quem é o teu ou a tua amiga para jantar connosco? – disse levantando-se do chão e olhando para mim e depois olhou para Kiro.
Tanto ela como Kiro bloquearam, ficaram calados sem dizer nada.
Eu: Já se conhecem?
Kiro: Não.
Karen: Não, apenas é parecido com uma pessoa que conheci há muito tempo.
Eu: Há muito tempo?
Karen: Sim, ainda não eras nascida.
Eu: Era amigo do pai? – disse com curiosidade, Kiro continuava calado e alternava o olhar de mim para a minha mãe, confuso
Karen: Sim, essa pessoa conhecia bem o teu pai, mas também morreu quase na mesma altura.
Eu: Okay. Mãe, este é o Kiro, Kiro esta é a minha mãe.
Apertaram as mãos e ficaram a olhar um para o outro.
Eu: Vou tomar um banho rápido e trocar de roupa, volto já. Fica á vontade Kiro, senta-te ali ao lado da mãe. – disse indicando o lugar no sofá
Fui para o quarto e tomei um duche rápido e troquei de roupa, vesti uns jeans pretos e uma T-shirt preta com renda.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Seg Out 04, 2010 5:04 pm

Na sala, Kiro P.D.V.
Sentei-me ao lado da Karen a olhar para a parede, não disse nada e ela também não até que resolvi quebrar o silêncio.
Eu: Desenhas cada vez melhor. – disse olhando para os seus desenhos no chão
Karen: Obrigada, tu também desenhas ou desenhavas bem, antes lembro-me de desenhares muito bem.
Olhei para ela e reparei que ela estava a focar o olhar para a janela, continuava bela, como sempre o foi, lembrava-me de todos os nossos momentos juntos e de cada parte do seu corpo, ela sempre foi a pessoa que mais amei, alem do Ricky, que também foi muito importante para mim. Sempre fomos muito unidos e tínhamos uma relação bem estável até aquela noite, aquela maldita noite… A Liza realmente era parecida com ela, mas tinha outros traços que me faziam lembrar alguém, era uma miúda muito simpática e determinada. A Karen deve ter conhecido o pai da filha muito pouco tempo depois de termos acabado, ou durante o nosso relacionamento…
Ouvi passos era a Liza, vinha com o cabelo molhado, com calças e camisolas pretas e descalça.
Liza: Então ainda estão aí parados? Eu tenho fome.
Karen: Estávamos á tua espera, não era Kiro?
Eu: Sim, claro
Liza: Mãezinha querida?
Karen: Sim?
Liza: Podemos comer pizza? – disse ajoelhando-se á frente da mãe olhando para ela com olhos de cachorrinho, a miúda sabe-a toda!
Karen: Por mim…
Kiro: Por mim seria óptimo!
Liza: Mãe encomendas tu.
Karen: Porque é que tenho de ser eu? – disse olhando para Liza que agora estava com uma máquina fotográfica da Kitty muito gira na mão
Liza: Porque eu quero tirar fotos com o Kiro para pôr na minha parede dos posters. Pode ser Kiro?
Kiro: Pode, mas com uma condição?
Liza: O que?
Kiro: Eu quero ser o mais bonito naquela parede dos posters. – disse pondo-me de pé e fazendo uma posse, elas riram
Liza: Okay…
A Karen foi encomendar as pizzas e eu e Liza tiramos milhares de fotos, nas fotos reparei que ela era parecida comigo, os olhos eram iguais, a forma da cara também e também era loirinha como eu. Comecei a fazer as contas, se a Liza tinha 15 anos feitos há pouco tempo, eu e a Karen tínhamos namorado há 17 anos, namoramos menos de um ano e ela deve ter engravidado e não me disse nada, não me disse que estava grávida, não me disse que eu ia ser pai, ela escondeu-me a minha filha, roubou-me a melhor coisa que eu podia ter tido! Como é que ela foi capaz? COMO?
Eu sentia raiva dela, por isso ela dizia á Liza que o pai tinha morrido antes de ela lhe dizer que estava grávida, porque eu para ela tinha morrido, por isso ela dizia que eu era parecido com uma pessoa que conhecia o pai dela, mas que tinha morrido na mesma altura… Fiquei em choque e dei por Karen a olhar para mim na ombreira da porta e começou a chorar, foi-se embora. Eu precisava falar com ela, mas não com Liza ao pé, não era altura para ela saber que eu era pai dela, só podia ser eu o pai dela ou será que a Karen me traiu?
Liza: KIRO?
Eu: Sim?
Liza: Gostas? – disse passando a camêra á frente da minha cara
Eu: Ah sim, está fixe, essa vai ficar muito bem na tua parede. – disse olhando para ela enquanto a admirava
Karen: Bem, vamos jantar? – disse já recomposta
Jantamos pizza e passamos um bom tempo juntos, conversamos e rimos bastante, só de pensar que podia ter isto todos os anos, faltei a jantares, a festas de anos, a birras, aos primeiros passos, ás primeiras palavras, aos espectáculos na escola, ás discussões, ás primeiras bebedeiras... durante 15 anos. Não iria continuar assim…


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Seg Out 04, 2010 5:04 pm

Gostaram?
bjinhos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Seg Out 04, 2010 5:25 pm

tou a ADORAR!
o Kiro é pai'zinho a liza OMG O.O
agora é q as coisas vão aquecer! dá-lhe gás miúda! ^-^ xDD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
yugirl_2
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 246
Idade : 25
Localização : porto
Cinema Bizarre Favorito : yu
Data de inscrição : 09/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 05, 2010 5:20 am

afinal o Kirinho também tem uma filha.
eu adorei
continua amor.
beijos

*.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MafyBizarre
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 399
Idade : 23
Localização : se pudesse...Strify's bed xD
Cinema Bizarre Favorito : STRIFY MY GOD
Data de inscrição : 19/09/2008

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Dom Out 10, 2010 11:46 am

que maxiiiiiiiiiiiiimooooooooooooooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 12, 2010 9:55 am

Kiro P.D.V.
Ao acabar de jantar, elas arrumaram a cozinha e não quiseram a minha ajuda, aproveitei e escrevi na parte de trás de um dos desenhos da Karen.
Precisamos de falar, vai ter comigo ao café em frente ao prédio ás 23h00. Inventa uma desculpa para a Liza.
Pus tudo no sítio e esperei que a Karen visse o recado, despedi-me delas e fui para o café onde esperei 45 minutos por ela, mas acabou por aparecer. Eu estava sentado numa mesa escondida dos olhares dos paparazzi, bebi um café e sozinho chorei de raiva e de desgosto de todo o que não vivi com a minha filha e tudo o que a Karen me tirou. O café estava sem ninguém, apenas eu e ela. Karen sentou-se á minha frente, não olhou para mim nem um momento, limitava-se a olhar para a televisão, fingindo prestar alguma atenção.
Eu: Karen, como é que foste capaz?
Karen: Do quê Kiro?
Eu: Do quê? De não me teres dito que ia ser pai? De me privares de todos estes anos longe da Liza, longe de tudo o que ela viveu até hoje. – disse eu quase gritando
Karen: Ela não é tua filha! – disse olhando para a mesa
Eu: Não me tentes mentir, tu nem tentes!
Karen: A Liza não é tua filha, Kiro.
Eu: Eu sei que estás a mentir… - disse acalmando-me – A tua primeira vez foi comigo, tinhas 15 anos e eu 16, namoramos durante 1 ano, a última vez que fizemos amor foi naquela noite, sabes naquela noite em que discutimos e tudo acabou? Passado 9 meses nasceu o Khristian e a Liza tem 4 dias de diferença dele certo?
Ela não respondeu, começou a chorar, em tempos eu a abraçaria e acalmava-a, mas agora não tinha qualquer sentimento por ela sem ser de raiva e ao mesmo tempo de pena.
Eu: Eu sei que me eras fiel, nem sequer terias tempo para me enganar, estávamos sempre juntos. Por muito que nos tenhamos desiludido um com o outro, nunca nos iríamos trair… Karen, não piores as coisas, ela é minha filha não é?
Karen: Kiro, a Liza…
Eu: Ela não vai saber, para já! Tu não podias negar mais, ela é parecida comigo, tem olhos verdes, tem a mesma forma da cara e para ajudar ela é baixa, tal como eu…
Karen: Eu também sou baixa e tenho olhos verdes, isso não prova nada… - disse limpando as lágrimas
Eu: Verdes escuros, e se ela não é minha filha então porque estás a chorar assim? – disse levantando-me do meu lugar e sentando-me ao seu lado – Parecendo ou não, eu ainda te conheço.
Ela não se mexeu, continuou a chorar cada vez mais, até que olhou para mim e disse:
- O que querias que fizesse? Que fosse atrás de ti, depois de me todos vocês me terem julgado por uma coisa que nunca faria? Eu amava a minha vida e depois querias que abdicasse dela para quê Kiro? Quando soube que estava grávida, já era tarde demais, eu nunca abortaria. Quando soube que estava grávida disse aos meus pais e eles apoiaram-me até ao fim, mesmo quando disse que não queria que soubesses de nada. Quando a Liza nasceu, tomei conta dela até ter idade para ser independente, depois arranjei um trabalho, algum tempo depois uma casa e reconstrui a minha vida, sem vestígios de ti, mas quando olhava para a Liza tudo mudava. Tu magoaste-me muito Kiro….
Disse isto e foi-se embora, o meu mundo desabou com isto… Agora estava dividido entre odiá-la e idolatra-la! Ela fez muitos sacrifícios mas não tinha o direito de me esconder a Liza. A Liza tinha de saber…
Sai a correr do café á procura da Karen e encontrei-a sentada num banco.
Eu: A Liza tem de saber…
Karen: NÃO! Ela nunca me perdoaria…
Eu: Ela nunca te vai perdoar se não lhe disseres que o pai não morreu e que está mais perto do que ela pensa, ela já sofreu muito com a minha ausência, está na altura de ter um pai.
Karen: Já vens tarde!
Eu: Culpa de quem? TUA!
Karen: TU TAMBÉM TENS CULPA! TENS TANTA CULPA QUANTO EU!
Eu: TU NÃO ME DISSESTE QUE TINHA UMA FILHA! TU NÃO DISSESTE Á LIZA QUE O PAI ESTAVA VIVO, LIMITASTE-TE A DIZER QUE EU TINHA MORRIDO! POSSO TER MORRIDO PARA TI, MAS NÃO ME DEVIAS TER MORTO PARA ELA!
Karen: Eu vou dizer mas não agora!
Eu: Ela merece saber Karen!
Karen: Tenho de arranjar coragem primeiro Kiro…. Sabes, ela tem a tua personalidade por isso vai ser muito difícil dizer-lhe isto…
Eu: Eu odeio o que vou fazer mas… - disse respirando fundo – eu vou-te dar uma semana para dizeres á Liza que eu sou o pai dela.
Karen: O QUÊ? TU ESTÁS BEM DA CABEÇA? UMA SEMANA?
Eu: É melhor seres tu a fazê-lo se não eu próprio lhe digo.
Deixei-a no banco em choque a olhar para mim e fui andando até apanhar um táxi, não sabia para onde ir, não queria ir para casa mas também não me apetecia andar por Berlim. Precisava de um sitio onde me sentisse bem e precisava de falar com alguém e esse alguém era Strify. Já era tarde mas eu precisava de pedir conselhos e ele ás vezes dava bons conselhos e estava sempre pronto para me ouvir. Meti-me a caminho da casa de Strify.
Ao chegar toquei á campainha, quem abriu foi Khristian.
Khris: Hallo Kiro! – disse sorridente
Eu: Olá, olha o teu pai está? – disse enquanto ele me dizia para entrar
Khris: Sim, está ali para a sala com a minha mãe. – disse, de repente apareceu o Strify
Strify: Kiro! Então vieste á minha procura?
Khris: Não pai, ele veio falar com o meu amigo imaginário o Sr. Tobias, que está em depressão.
Eu e Khris começamos a rir do que ele disse e da cara do Strify que ficou vermelho.
Eu: Só tu afilhado para me fazeres rir…
Strify: É, dá-lhe coragem! Este menino anda com umas piadas muito engraçadas, anda anda… - disse fingindo-se ofendido
Khris: Merci! – disse fazendo uma posse
- Tal pai, tal filho! – ouvi uma voz era Marie, a mulher do Strify
Marie: Olá Kiro. – disse vindo-me cumprimentar – então vieste-me ver?
Khris começou a gargalhar e a Marie voltou-se para ele e perguntou:
- Khristian, tu por acaso não tens nada para fazer? Como por exemplo ouvir música, ver televisão ou ir para o TEU quarto?
Khris: Não, até tinha uma coisa para fazer mas já descombinaram os planos por isso, vou ficar aqui a olhar para vocês que são tão bonitos….
Strify: Ah muito obrigada, deve de estar alguma coisa para acontecer de muito mau para nos estar a elogiar…
Marie: Ah o meu filho é tão lindo, se eu não fosse bonita e o teu pai também não fosse tão HOT tu hoje não serias um menino bonito de olhos azuis….
Khris: Demasiada informação…
Strify: Bem, mas nós vamos sentar-nos no sofá ou não? – disse encaminhando-se para a sala
Na sala sentamo-nos no sofá com a televisão desligada. O Khris sentou-se ao meu lado.
Eu: Olha lá tu já disseste á tua mãe que tens namorada nova? – disse sussurrando
Khris: Shiu!
Marie: O que é que vocês estão aí a sussurrar?
Khris: NADA!
Strify: Nada não… Khris não tens nada para contar á tua mãe?
Marie: Contar o quê? No que é que te andaste a meter Khristian “ Manuel” ? – disse pondo as mãos na cintura
Khristian estava aterrorizado, mas sabia que agora já não tinha saída, ou contava a bem ou o Strify acabava por abrir a boca.
Eu: Diz já, não deixes para amanhã se não a reacção dela vai ser MUITO má!
Marie: Mau mau…
Khris: Okay, okay… É assim, eu conheci uma rapariga muito fixe, super bonita, inteligente, com estilo muito original, mente aberta… - ele já estava a divagar
Strify: Khris concentra-te na conversa, deixa isso para depois…
Khris: Okay, conhecia ainda antes de entrar para a escola, no caminho da escola ficamos amigos, depois ela conheceu a Nana que é da turma dela, nesse mesmo dia ela conheceu a Belle, o Klaus e o Jona, simpatizaram todos com ela e agora somos todos amigos. Mas…
Marie: Mas…?
Khris: Nós namoramos á quase um mês.
A Marie parou e ficou a olhar para o Khris sem reacção.
Khris: Oh bolas, tou feito…
Marie: Como é que ela se chama?
Khris: Liza
Marie: Idade?
Khris: 15 anos
Marie: Signo ?
Khris : Escorpião, como eu… Temos 4 dias de diferença de idade.
Marie: Já sabiam disto? – perguntou a mim e a Strify
Strify: Soubemos hoje, mas era ele que te tinha de dizer e não eu…
Marie: Menino Khristian, tu vais trazer essa menina cá a casa entendido?
Khris: Vou ter de falar com ela.
Marie: Fala, mas eu quero conhece-la.
Khris: Okay, okay, vou dormir. T’chau a todos e até amanhã Kiro. –disse e subiu para o quarto
Marie: Bem, eu também vou dormir, porque estou muito cansada. – chegou ao pé de mim e deu-me dois beijinhos e de seguida beijou Strify – Boa noite.
Subiu para o quarto, deixando-me a mim e ao Strify sozinhos.
Strify: Então Kiro, é agora que tu me vais dizer o que se passa ou terei de permanecer na ignorância muito mais?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
yugirl_2
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 246
Idade : 25
Localização : porto
Cinema Bizarre Favorito : yu
Data de inscrição : 09/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 12, 2010 2:04 pm

tinhas de parar aí?
eu quero saber qual é q reaçao do strify e o que é que ele vai dizer. quero quero
posta se nao dou em doida.... *eu já sou né* mas vá ainda fico mais.

eu quero mais. C11 EU PRECIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIISOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO DE MAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIISSSSSSSSSSSS

BEIJOS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 12, 2010 2:13 pm

aiii, o Kiro está SUPER dramático! :O
'Tadinho, ele tem uma filhaa e nem sabia! No
Deviamos bater na Karen C3
tou a adorar, posta um novo cap depressinha ^-^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
yugirl_2
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 246
Idade : 25
Localização : porto
Cinema Bizarre Favorito : yu
Data de inscrição : 09/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 12, 2010 2:21 pm

- Tanyaa' escreveu:
Deviamos bater na Karen



concordo plenamente.
conta comigo.
nao tinha nada que esconder que o nosso kirinho tinha uma filha.
vamos nos juntar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
- Tanyaa'
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 276
Idade : 22
Localização : Shin's Wonderland
Hobbies : música e tocar guitarra ^^
Cinema Bizarre Favorito : Shin <3
Data de inscrição : 05/09/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Ter Out 12, 2010 2:31 pm

'Bora!! C24
a Karen está feita C31
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://thefamouscookieeater.tumblr.com/
MafyBizarre
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 399
Idade : 23
Localização : se pudesse...Strify's bed xD
Cinema Bizarre Favorito : STRIFY MY GOD
Data de inscrição : 19/09/2008

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Qui Out 14, 2010 2:36 pm

ahahahahah
beem relatorio completo!!! xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sex Out 15, 2010 10:27 am

epah não julguem já a Karen! C2 esperem mais uns tempos se ela se continuar a portar mal... nós pimba! C8
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MafyBizarre
Soldado Bizarre
Soldado Bizarre
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 399
Idade : 23
Localização : se pudesse...Strify's bed xD
Cinema Bizarre Favorito : STRIFY MY GOD
Data de inscrição : 19/09/2008

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sab Out 16, 2010 10:49 am

olha maria-*nao sei o teu nome* u.u xD
tu posta rapido ouviste?!! C14
porque eu esta noite ate sonhei com a tua FIC de tao viciada que estou nesta historia!!! :awww:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sab Out 16, 2010 2:57 pm

MafyBizarre escreveu:
olha maria-*nao sei o teu nome* u.u xD
tu posta rapido ouviste?!! C14
porque eu esta noite ate sonhei com a tua FIC de tao viciada que estou nesta historia!!! :awww:

Podem me tratar por sofia, epah sonhaste mesmo! C6 QUE GIRO! C3 no outro dia sonhei com uma da yugirl_2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
SophieBizarreKaulitz
Caloiro Bizarre
Caloiro Bizarre


Feminino
Número de Mensagens : 212
Idade : 22
Localização : No planeta bizarre com o Strify
Hobbies : ouvir música, escrever, ver e ouvir os meninos bizarre e desenhar
Cinema Bizarre Favorito : Strify und Kiro
Data de inscrição : 30/08/2010

MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   Sab Out 16, 2010 3:16 pm

Contei toda a história a Strify e ele ficou com uma cara de “WTF?” . Sem reacção, ficou tão revoltado quanto eu quando soube de tudo.
Strify: Tens a certeza Kiro? A Liza é tua filha?
Eu: Tenho quase 100% de certeza Strify, só falta mesmo o teste para confirmar, mas eu sei que ela é minha filha.
Strify: Como é que a Karen está cá em Berlim a trabalhar e a viver? Como é que ela pode fazer-te isto, e á Liza? Como é que ela conseguiu tantos anos?
Eu: Não sei, não sei nada. Eu já não sei nada de nada, só sei que ela vai ter de dizer á Liza que eu estou vivo e que estou bem perto dela e não morto…
Strify: Tenta manter a calma, eu sei que deve ser difícil, mas não percas a calma, por ti e principalmente pela tua filha…
Eu: Eu estou calmo, eu só quero que ela diga a verdade, nada mais. Eu dei-lhe um prazo…
Strify: Um prazo? Só vais dificultar as coisas, pensa na Liza, pensa em ti.
Eu: É isso que estou a fazer mas ela tem de saber a verdade Strify! – disse exaltando-me
Strify: Acalma-te e fala baixo ou queres que a Marie e o Khris te oiçam?
Eu: O Khris não pode saber, se não ele vai dizer logo á Liza!
Strify: Disso podes ter a certeza…
Khris: O que é que eu não posso saber? – disse descendo as escadas
Strify: Ahhh… é …. Pois… – o Strify não sabia o que dizer
Eu: Olha lá tu não devias já estar a dormir!? Agora andas assim a assustar as pessoas?
Khris: Vim buscar bolachas, de noite tenho sempre fome, SÓ ESPERO que não mas tenham roubado – disse olhando para o pai, que também não é nada maluco por bolachas, que ideia!
Strify: Mau, as bolachas estão onde as deixaste, volta mas é para a cama! Isto não é horas de comer.
Eu: és mesmo a pessoa certa para falar, monstro das bolachas alemão!
O Khris ia caindo para o chão de tanto rir, o Strify estava sério a olhar para o espectáculo do filho, que tem a quem sair, no que consta a estes shows.
Khris: AHAHAHAHAHAHA! Ai não me aguento…. AHAHAHA! AI a minha barriga já me dói!
Strify: Acho melhor ires dormir Khristian Hudec (o qual seja o ultimo nome da diva Strify), antes que isto acabe mal e tu acabes de castigo.
Eu: Bem tenho de ir, para aturar malucos já me basta de manhã no ensaio da banda. Oh Khris não leves muito o teu pai a sério porque tu és tal e qual ele, e não era quando ele era mais novo! Acredita, ele sempre foi esgrouviado! Bem adeus – disse antes de levar com uma banana na cabeça, de me chamarem anão e nariz de porco, e antes de ouvir as gargalhadas do Strify e do Khristian.

Depois da casa do Strify, fui directo para casa. Quando cheguei deitei-me em cima da cama a olhar para o tecto e a pensar, porque será que tudo me corre mal? Nenhum dos meus relacionamentos acabam bem, a minha vida é uma confusão, apenas a banda me dá alguma razão para viver, aliás, a banda e a minha recém-chegada filha.

p.s. meninas agora vou ter de escrever mais capitulos, so tinha ate aqui, vou tentar escrever o mais depressa possivel, mas ainda vai levar alguns dias porque nao tenho muito tempo, agora com as aulas e tambem tenho de esperar pela inspiração. Suspect Vou tentar ser o mais breve possivel

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Se a vida fosse mesmo fácil, nada disto aconteceria
Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Português dos Cinema Bizarre :: Fanfics - [+18]-
Ir para: